Novo VÍRUS Descoberto no Rio – MAYARO “primo” do CHIKUNGUNYA

Novo VÍRUS Descoberto no Rio – Conheça o MAYARO!

Um cientista da Universidade Federal do Rio de Janeiro ( UFRJ ) , descobriu um novo vírus, muito semelhante ao CHIKUNGUNYA, e está sendo considerado um “primo” próximo da doença. O mayaro não é novidade entre os pesquisadores, os estudos sobre o vírus se intensificaram em 2015, visando os perigos de uma possível infestação nos centros urbanos. Os primeiros registros de casos, ocorreram em 1950, nas Américas do Sul e Central. No Brasil, surgiram alguns surtos isolados nos estados do Norte e Centro-Oeste, em zonas de mata e pequenas aldeias.

Transmitido por mosquitos florestais Haemagogos , os mesmos transmissores da febre amarela silvestre, ele agora dá sinais de que começara a se adaptar às cidades. Infelizmente temos um agravante: testes de laboratório, revelaram que ele pode ser transmitido não só pelo já conhecido Aedes aegypti, mas também pelo pernilongo comum (Culex), e isso torna a situação ainda mais séria, pois seria quase impossível controlar uma possível epidemia.

Espécie de pernilongo comum (Culex) / Fonte: Wikipedia

Assista ao vídeo abaixo, e entenda um pouco mais sobre o caso. Essa reportagem foi exibida em 2016, no programa Bom dia Responde, e o assunto já era preocupante na época.

Assim como a Dengue, e os demais males causados pelos mosquitos infecciosos mais conhecidos pela população, ainda não existe um tratamento específico para a “febre mayaro”, e muito menos vacina. Os principais sintomas são: cansaço e dores fortes nas articulações, que em alguns casos impossibilita o paciente de se locomover, pode haver febre e calafrios. Os sintomas podem se arrastar por meses. Felizmente, não existem casos de óbito causados pelo mayaro, e ao que tudo indica, a doença não progride para um nível mais grave, como acontece em alguns tipos de dengue.

Ajude a divulgar essa notícia, compartilhe com seus amigos e familiares. Use as opções abaixo.

Fonte da matéria: JORNAL O GLOBO

COMPARTILHE!